BOTICAS: Militares do exército vigiam área florestal

2022-07-12 16:39:03

O objetivo é impedir comportamentos de risco naquela área e evitar ocorrências.


Até ao final de setembro dois militares do Regimento de Infantaria Nº19 de Chaves realizam ações de patrulhamento diário da floresta no concelho de Boticas com o apoio de uma viatura. Um trabalho que tem sido desenvolvido desde 2018 ao longo dos meses de julho, agosto e setembro, época mais propícia à ocorrência de fogos florestais, e cujo protocolo de cooperação foi novamente renovado.

Segundo a autarquia, o acordo “visa aumentar o patrulhamento da floresta durante o período mais crítico, sobretudo aquele em que os níveis de risco de incêndio são maiores, de forma a diminuir a probabilidade de ocorrência de fogos, colaborando o Exército, enquanto entidade de Proteção Civil, com a Câmara de Boticas na defesa do património florestal e, consequentemente, na manutenção das condições de vida e bem-estar geral das populações”.

A vigilância da floresta é articulada em consonância com as estruturas da Proteção Civil Municipal, “cabendo à autarquia assegurar o fornecimento de combustível às viaturas do exército, bem como a alimentação aos militares envolvidos nas ações de vigilância”, refere a Câmara Municipal de Boticas.

O protocolo para vigilância das florestas foi assinado no dia 7 de julho na presença do Presidente da Câmara, Fernando Queiroga e do Comandante de Infantaria do RI 19, Coronel Nelson Couto Gomes.

Sara Esteves
Fotos: Carlos Daniel Morais

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso