CHAVES: Centro Hospitalar admite erro na contagem das horas extra dos enfermeiros

2022-10-01 10:29:59

A garantia foi dada pelo Sindicato Independente de Todos Enfermeiros Unidos do Continente e Ilhas (SITEU) que esteve reunido com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD).


Depois de dois dias marcados por manifestações em Chaves e Vila Real, o Sindicato Independente de Todos Enfermeiros Unidos do Continente e Ilhas (SITEU) reuniu-se esta sexta-feira, 30 de setembro, com a Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), o Enfermeiro Diretor e o Diretor dos Recursos Humanos, na sequência da aplicação da deliberação para regularização de horas executadas pelos enfermeiros, para além do seu horário contratualizado.

O SITEU esclareceu que “não existindo banco ou bolsa de horas a terminologia empregue para a regularização deve ser corrigida e que, o pagamento já efetuado de horas suplementares deve ser retificado para o valor atualmente em vigor, bem como a descriminação do número de horas ou dias pagos”.

Nesta reunião, e segundo o SITEU, “houve abertura para encontrar solução na correta regularização das horas, reconhecendo que a forma inicial esteve incorreta, ficando o compromisso de levar este assunto a reunião com o Conselho de Administração ainda este mês e a manutenção da audição do SITEU, enquanto representante dos enfermeiros. Ficou o compromisso de verificação de cumprimentos das diretrizes por parte das chefias intermédias”.

No encontro foi reforçado que a contabilização dos pontos e reposicionamento dos enfermeiros em Contrato Individual de Trabalho (CIT) e Contrato de Trabalho em Funções Públicas (CTFP) “tem que ser efetivada, à semelhança do que acontece com outros conselhos de administração. Foi novamente requerido um dia de férias a cada 10 anos para os enfermeiros em CIT e o pagamento de subsídio de alimentação nos turnos extra”, explicou Gorete Pimentel, Presidente do SITEU que garante manter-se atenta a este tema e disponível para esclarecer junto dos enfermeiros em cada uma das unidades hospitalares.

Durante dois dias enfermeiros estiveram em protesto junto às Unidades de Chaves e Vila Real a exigir a reposição de horas extraordinárias e a adoção correta da forma de pagamento das horas executadas em regime extraordinário.

Sara Esteves
Foto: Carlos Daniel Morais

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso