Seminário “Dar Vida aos Anos Envelhecendo” decorreu Auditório Municipal de Boticas

2022-11-03 14:20:14

O Auditório Municipal de Boticas acolheu sexta-feira, dia 28 de outubro, o seminário “Dar Vida aos Anos Envelhecendo e Recordar é Viver”, organizado pelo Município de Boticas, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

A sessão de abertura foi presidida pelo Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, e contou, entre outros, com a presença do consultor do Programa de Coesão e Integração Social da Fundação Calouste Gulbenkian, António Fonseca.
Na sua intervenção, o autarca destacou “o impacto positivo que estes projetos têm vindo a ter no combate à solidão e ao isolamento social, uma vez que grande parte dos idosos do nosso Concelho vivem sozinhos ou sem apoio de retaguarda”, acrescentando que “aquilo que começou por ser um projeto mais pequeno, abrangendo apenas duas aldeias, rapidamente ganhou outras proporções, sendo alargado a mais localidades e contando atualmente com cerca de 250 participantes”.
“É um orgulho enorme perceber que estamos a contribuir para que os nossos idosos se sintam integrados, úteis para a sociedade e, simultaneamente, a valorizar o nosso maior património: os nossos munícipes, sobretudo aqueles que tanto contribuíram para o desenvolvimento e crescimento da nossa terra”, finalizou Fernando Queiroga.
Por sua vez, António Fonseca felicitou a autarquia pela aposta no combate à exclusão e isolamento social e à promoção de um envelhecimento ativo, referindo que “estas iniciativas são fundamentais para promover o bem-estar físico e emocional dos idosos que, na maioria das situações, vivem isolados e sem companhia”.
Após a cerimónia inaugural teve lugar um momento musical encetado pelos técnicos e participantes da iniciativa “Dar Vida aos Anos Envelhecendo” que, em uníssono, cantaram o hino alusivo a este projeto.
Antes do início dos trabalhos foi oferecido ao Município o Brasão do Concelho feito com milhares de bolas de papel preparadas pelos participantes nos últimos meses, gesto que sensibilizou o Presidente da Câmara, e apresentado o livro “Recordar é Viver”, uma publicação composta por histórias, lendas, cantigas, tradições, lengalengas e expressões populares recolhidas junto dos idosos e de algumas associações locais, que fazem parte do cancioneiro tradicional Concelho de Boticas e da região do Barroso.
Durante a manhã foram dados a conhecer os projetos “Dar Vida aos Anos Envelhecendo” e “Recordar é Viver”, pela Coordenadora Municipal, Teresa Cristina Queiroga, e a iniciativa “Afetos com Patas”, dos mentores Adão Lima e Fátima Alves, tendo como moderador o Vice-presidente da Câmara de Boticas, Guilherme Pires.
No período da tarde foram apresentadas as iniciativas “Participação e Envelhecimento: Ser na Comunidade ao longo da vida”, da docente o Instituto Politécnico de Bragança (IPB), Sofia Bergano, e “Exercício Físico na 3ª Idade”, do também professor do IPB, Miguel Monteiro, sendo que a moderação ficou a cargo da responsável pelo Centro de Saúde de Boticas, Enfermeira Maria Cândida Eiras.
O consultor da Fundação Calouste Gulbenkian, António Fonseca, também interveio na sessão através da análise aos projetos promovidos pelo Município de Boticas.
De referir que o seminário teve como fundamento divulgar os projetos sociais “Dar Vida aos Anos Envelhecendo” e “Recordar é Viver”, desenvolvidos desde 2015 e 2019, respetivamente, pela Câmara Municipal de Boticas junto das pessoas com mais de 55 anos.
As iniciativas desenvolvidas no âmbito destes projetos têm como objetivos principais combater a solidão e o isolamento social, promover uma vida ativa e saudável, minimizar a exclusão social, entre outros, e simultaneamente, preservar as tradições e memórias locais, partilhar e valorizar os conhecimentos dos idosos, bem como promover a integração da terceira idade na sociedade.

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso