Via Verde AVC do Hospital de Chaves é unidade de referência

2022-11-29 16:30:21

Doentes suspeitos de acidente vascular cerebral (AVC), dos Concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre e Valpaços, já não vão para Vila Real e são atendidos na Via Verde AVC do Hospital de Chaves


Até ao passado dia 7 de novembro um doente que fosse identificado como suspeitas de ter um AVC era encaminhado pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) diretamente para a unidade de Vila Real e tendo em conta as acessibilidades de alguns dos concelhos do Alto Tâmega, esse transporte, até à unidade hospitalar de referência, podia implicar mais de uma hora de viagem em ambulância.
A administração do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro fez obras, deu formação aos médicos de medicina interna e enfermeiros do serviço de urgência de Chaves e desde o dia sete desde mês de novembro Chaves passou a ser uma unidade de referenciação para doentes suspeitos de acidente vascular cerebral (AVC), dos Concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre e Valpaços, garantindo uma assistência mais rápida e evitando deslocações para Vila Real.
A sala de emergência, para onde os doentes suspeitos de AVC são encaminhados, foi também equipada com um sistema de telemedicina, através do qual os médicos neurologistas prestam o apoio à equipa.
O serviço de urgência de neurologia está concentrado em Vila Real, mas com esta tecnologia e com a preparação de quem está em Chaves, os doentes com este tipo de patologia, mesmo sem ter o médico neurologista em presença física, conseguem ter acompanhamento permanente, como se de uma urgência de neurologia se tratasse, poupando no tempo de viagem. Como na atuação, na grande maioria dos casos, para não deixar sequelas, o tempo é fundamental e tem que ser rápida, os utentes ganham com a criação deste novo serviço em Chaves, pois poupar no tempo na abordagem podem-se poupar vidas.

Paulo Silva Reis
Fotos:DR

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso