CHAVES: Situação inverte-se e a Barragem de Arcossó está perto dos 65% de capacidade

2023-01-18 15:19:49

Chuva fez subir o nível de água na barragem e a campanha de rega, do próximo verão não deverá ficar comprometida, ao contrário do previsto.


Depois de ter chegado a um ponto crítico, com níveis de água muito baixos, a albufeira da Barragem de Arcossó em Chaves está muito próxima de atingir os 65% de capacidade, garantiu à Alto Tâmega TV, a Direção Geral de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN).

“A albufeira está a encher bem e neste momento, estamos na ordem dos 65% de capacidade de armazenamento, ou seja, mais de três milhões de metros cúbicos. Acredito que este ano vamos atingir o pleno enchimento”, revelou Rui Guerra, Engenheiro da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN).

O também representante do Estado na Associação de Regantes e Beneficiários da Veiga de Chaves disse ainda que, o ciclo vegetativo não está comprometido. “Para já não está comprometido. Vamos ter água para assegurar a campanha de rega sem problemas, sobretudo a cultura do milho, mais predominante na Veiga de Chaves, que é a que gasta mais água”.

Nesta barragem, com uma capacidade quase cinco milhões de metros cúbicos, são perto de 3 500 as pessoas que regam a partir da albufeira deste aproveitamento hidroagrícola que também é responsável pelo abastecimento público de algumas aldeias. O abastecimento não teve comprometido mas em julho de 2022, a rega a partir desta barragem foi interrompida.

No final do verão, e devido à seca, este aproveitamento, também conhecido como Barragem das Nogueirinhas, terá descido de caudal mínimo de reserva de água para 2,5% de capacidade. Com a precipitação intensa que assolou o território, o nível de água da barragem recuperou e está agora próximo dos 65% de capacidade.

“A chuva começou em novembro mas como os solos estavam muito secos, só com as chuvas de dezembro é que as barragens começaram a encher e com as precipitações de janeiro rapidamente encheram. Já tivemos anos em que enchemos em novembro mas também em maio, varia muito”.

O concelho de Chaves tem ao todo quatro barragens monitorizadas pela DRAPN. “Em Arcossó estamos perto dos 65%, na Barragem de Mairos atingimos os 80%, na do Rego do Milho e na de Curalha já atingimos os 100% de capacidade”, frisou Rui Guerra, DRAPN.

Na barragem de Arcossó, próxima à freguesia de Santo António de Monforte em Chaves, a paisagem é bem diferente da observada no verão do ano passado. O solo seco e arenoso dá agora lugar a espelhos de água preenchidos.

Sara Esteves
Fotos: David Teixeira

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso