Nuno Vaz suspeita de fogo posto em Vilar de Nantes

2020-09-02 14:33:55

Foi extinto ao início da noite o incêndio de Vilar de Nantes que avançou em três frentes que progrediram com alguma intensidade empurradas pelo vento forte queimando uma extensa área de pinhal e mato na serra do Brunheiro.

Mais de 200 bombeiros e 60 viaturas combateram as chamas de um incêndio que deflagrou na freguesia de Vilar de Nantes com três ignições distintas que o autarca Nuno Vaz considera ''suspeito e com ação humana, que deverá merecer uma atenção mais particular por parte da investigação pois são situações que o estão a preocupar muito''.

Segundo Nuno Vaz, ''no espaço de uma semana tivemos um incêndio que lavrou de forma intensa, que consumiu mais de 2.700 hectares e que pôs em perigo sete aldeias e, agora, temos outra vez um incêndio florestal com uma grande intensidade e colocando em perigo cinco localidades. Se tivermos em consideração as temperaturas muito elevadas, a baixa humidade e os ventos fortes, e se somarmos a isso uma intencionalidade de alguém que quer fazer arder, é uma situação muito preocupante'', frisou.



PSR

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso