BOTICAS: ARS Norte preocupada com aumento acentuado de casos

2020-10-18 11:33:50

Aumento está acima do esperado pelas Autoridades de Saúde.

A Administração Regional de Saúde(ARS) do Norte manifestou a sua preocupação relativamente à subida significativa do número de novos casos no norte do país, um aumento acima do esperado por parte das Autoridades de Saúde, muito devido ao início das aulas nas escolas e instituições de Ensino Superior.
De referir que grande parte dos contágios por Covid-19 surgem em ambiente familiar e de relações de proximidade, acontecendo sobretudo na faixa etária entre os 20 e os 29 anos, sendo que há cada vez mais pessoas infetadas a precisarem de tratamento hospitalar.
Atendendo a esta situação, a ARS Norte apela «à mudança de comportamentos e atitudes por parte de todos, cumprindo-se as diretrizes emanadas pela Direção Geral da Saúde (DGS) e entidades governativas, de forma a reduzir as cadeias de contágio».
Esta preocupação da ARS Norte foi ouvida pelo Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, numa videoconferência, em representação da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT), com a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte), onde foi feito um ponto de situação sobre a evolução da pandemia de Covid-19 no país, com especial enfoque na região Norte.
A vacinação contra a gripe sazonal foi outra das temáticas abordadas no encontro, uma vez que a campanha de vacinação na região e, mais propriamente, nos concelhos do Alto Tâmega, arrancam na próxima segunda-feira, dia 19 de outubro, numa estreita relação de cooperação entre os municípios e o Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Tâmega e Barroso (ACES ATB), o que permitirá evitar deslocações dos grupos de risco aos Centros de Saúde para a toma da vacina.
Também as celebrações do Dia de Todos os Santos e de Fiéis Defuntos, o que origina uma grande afluência aos cemitérios, foi outra das preocupações demonstradas pelas ARS Norte, sendo que cabe a cada município definir as regras e orientações para o funcionamento dos cemitérios, evitando-se aglomerados de pessoas tanto no interior, como no exterior.
O Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, demonstrou a sua preocupação com o número crescente de casos no Alto Tâmega, assim como a demora na realização de testes à Covid-19 na região.
O autarca solicitou, ainda, a resolução da falta de médicos e da redução dos horários das consultas abertas em alguns Centros de Saúde do Alto Tâmega, o que tem criado transtornos às populações que necessitam de cuidados de saúde.

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso