BOTICAS: «Perigos são bem reais e devemos manter todos os cuidados»

2021-05-01 12:45:12

Autarca Fernando Queiroga, temendo retrocessos no desconfinamento, apelou à prudência da população nesta nova fase que avança este fim de semana.

Na página oficial do município o autarca começou por dizer que «Portugal entra este fim de semana numa nova fase do desconfinamento, aliviando mais algumas restrições e permitindo um aproximar à normalidade que todos desejamos. Entre as principais alterações, conta-se, como a de maior relevo, a do prolongamento dos horários de funcionamento dos restaurantes e dos cafés, que passam a poder funcionar até às 22h30, tanto aos dias de semana como aos fins-de-semana, permitindo também mais pessoas no seu interior. Também este fim-de-semana serão reabertas as fronteiras com Espanha, o que permitirá a circulação sem restrições de e para o país vizinho».

Contudo, este alívio de restrições «não significa, infelizmente, que podemos deixar de nos preocupar com a Covid-19. Os perigos são bem reais e devemos manter todos os cuidados para que não existam retrocessos, continuando a usar a máscara de protecção, desinfetando regularmente as mãos e evitando ao máximo grandes convívios e ajuntamentos de pessoas, ambientes propícios para a disseminação do vírus. Temos que ter bem presente que o desconfinamento está a ser feito a diferentes velocidades nos vários concelhos, tendo em conta o grau de risco que cada um apresenta, nas avaliações feitas pelo Governo, que agora passam a ser feitas de oito em oito dias. Infelizmente, nesta última avaliação, o Concelho de Boticas regista uma taxa de incidência da Covid-19 de 120 casos por 100 mil habitantes, o que nos coloca numa situação de alerta e obriga a que baixemos o número de casos ativos para que na próxima avaliação não tenhamos que voltar atrás nas medidas de desconfinamento e não nos voltem a ser impostas restrições que ninguém deseja», disse Fernando Queiroga, reforçando que é fundamental «que sejamos responsáveis e continuemos a cumprir todas as regras e a ter todos os cuidados para que os nossos sacrifícios e esforços sejam recompensados, sem comprometermos a nossa economia e os nossos comerciantes, que já passaram por demasiadas dificuldades. Conto com a ajuda e responsabilidade de todos para, unidos e fortes, ultrapassarmos tão rápido quanto possível, esta crise», concluiu o Presidente da Câmara Municipal, Fernando Queiroga.

Paulo Silva Reis com Carlos Daniel Morais

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso