MONTALEGRE: Celebração do Dia do Município com «Festa e reflexão»

2021-06-08 10:26:59

O autarca Orlando Alves aborda o programa elaborado pelo executivo na celebração do Dia do Município agendado para esta quarta-feira.

O presidente da Câmara de Montalegre apela à participação da população para esta jornada festiva, mas que também deve ser aproveitada para refletir sobre o atual momento pelo qual atravessa o concelho. O autarca destaca a riqueza do programa que passa por condecorar ‘filhos da terra’ e proceder a inaugurações de relevo cultural. «O dia do município é um dia solene. Um dia de festa e de reflexão. É um dia onde o Presidente da Câmara aproveita para fazer um discurso caraterizador do estado da nossa nação, onde se apela à congregação de esforços, a uma postura de construção positiva para os vindouros. É, também, o dia onde se condecoram aqueles que, pelos seus feitos e trajetos de vida, são merecedores de uma distinção e do reconhecimento público», começou por dizer o autarca, garantindo que vai ser «um dia muito preenchido. Desde já, deixo o convite a toda a população do concelho - particularmente às pessoas que têm maior disponibilidade de tempo - para marcar presença na nossa Praça do Município onde vão estar os bombeiros de Montalegre e Salto a fazer a continência à bandeira, a Banda Musical de Parafita a entoar o hino nacional e os órgãos eleitos da Câmara. Seria bom que a nossa Praça do Município estivesse adornada com a presença de público. Acredito que vamos ter uma presença significativa de montalegrenses a aplaudir o início das cerimónias».
Segundo o autarca, «a sessão solene que vamos realizar era para ser feita no salão nobre dos Paços do Concelho. Porém, devido às contingências decorrentes das exigências da pandemia, vamos transferir a cerimónia para o auditório municipal. Iremos laurear com a Medalha de Honra do Município, os barrosões João Calvão da Silva (a título póstumo) e Júlio Pereira, ambos com um trajeto de vida notável, merecedores desta nobre distinção».
A inauguração do Arquivo Municipal, faz parte deste dia festivo para os barrosões e também sobre este espaço o autarca salientou que «já muito pouca gente se lembrará do velho e inestético edifício da garagem que estava a desfeiar a zona envolvente da Câmara de Montalegre. Fizemos um investimento superior a um milhão de euros, no sentido de construir uma base de apoio à atividade cultural. No Arquivo Municipal fica congregado o chamado 'Centro de Estudos do Barroso' onde ficará, desde já, à disposição do público, o espólio do Dr. Barroso da Fonte».
O Mural ‘Terra de palavra’ e a sua inauguração, vão encerrar o programa da celebração do Dia do Município 2021 e Orlando Alves fez mesmo questão de referir que o mural «irá substituir um outro também muito bonito, mas que, infelizmente, não podíamos manter. O painel de azulejos era emblemático e representativo da mística barrosã, mas os azulejos não aguentam as variações de temperatura que a nossa terra potencia. Estavam constantemente a cair e já não tínhamos como substituí-los. A solução foi retirar o que lá estava e procurar algo que preenchesse aquele espaço e que fosse, também, emblemático e representativo. Foi desta forma que foi construído o mural designado por ‘Terra de palavra’. O barrosão é gente honrada, de trabalho e de palavra», concluiu o autarca.

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso