BOTICAS: Concelho com mais dois trilhos certificados

2021-10-15 11:53:07

Estão concluídos os trabalhos de criação das novas pequenas rotas PR1 – Trilho de Covas do Barroso e PR2 – Trilho dos Lameiros do Barroso, assim como da Via Ferrata, na Serra do Barroso, perto da aldeia de Alturas do Barroso.
A implementação destes percursos pedestres e da Via Ferrata vão permitir valorizar e promover a vasta riqueza natural, cultural e paisagística do Concelho de Boticas, alargar o leque de ofertas turísticas disponibilizadas aos visitantes e, simultaneamente, aumentar a atratividade da região do Barroso, classificada como Património Agrícola Mundial.
O Trilho de Covas do Barroso, com 8,9 quilómetros de distância, tem início e fim junto ao Forno do Povo de Covas do Barroso e passa em alguns dos pontos mais emblemáticos da freguesia, como o Largo do Cruzeiro, a Igreja de Santa Maria, o Observatório do Território GIAHS/SIPAM – Olhar do Guerreiro e ainda a Capela de São José, na localidade de Romaínho.
Por sua vez, o Trilho dos Lameiros do Barroso, trajeto com 9,9 quilómetros, tem como ponto de partida e chegada o Largo da Capela, em Vilarinho Seco, uma aldeia tipicamente barrosã onde predominam os espigueiros e as casas de pedra com telhados de colmo, passando também pelas povoações de Bostofrio e Agrelos.
Quanto à Via Ferrata, localizada no Alto do Côto dos Corvos, junto ao Observatório Território GIAHS/SIPAM Teto do Mundo, tem uma extensão de 132 metros e é composta por três secções.
A primeira secção apresenta uma progressão vertical e uma zona onde a travessia se faz na horizontal por intermédio de degraus e passa mãos. A segunda é constituída uma zona de travessia vertical e uma zona de transposição com progressão através de uma ponte, sendo que a terceira e última secção disponibiliza dois itinerários, um de progressão horizontal e outro vertical.
Os trilhos já foram homologados pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP), estando assim devidamente identificados, sinalizados e aptos para utilização.
De referir que os Trilhos de Covas do Barroso e dos Lameiros do Barroso, bem como da Via Ferrata, foram implementados através da candidatura NORTE-06-3928-FEDER-000173 - “Centro de Observação da Natureza do Barroso – Fase II“, aprovada no âmbito do aviso NORTE-28-2020-06 - Estratégias de Eficiência Coletiva PROVERE - Projetos Âncora, com investimento total elegível de 249.537,19€ e uma comparticipação FEDER de 212.106,61€, correspondente a uma taxa de cofinanciamento de 85% do custo total elegível da operação.

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso