CHAVES: Aprovado Orçamento da Câmara Municipal de cerca 51 ME

2021-12-23 17:22:39

O orçamento municipal para 2022 foi aprovado quarta-feira, 22 de dezembro, em Assembleia Municipal.


A proposta do orçamento da Câmara Municipal de Chaves para o ano de 2022, no valor de 50.993.237.31 euros, foi aprovada na quarta-feira, 22 de dezembro, em Assembleia Municipal, com 51 votos a favor, 17 contra e uma abstenção.
O orçamento regista uma diminuição de cerca de dois milhões de euros comparativamente ao ano de 2020, mas assume-se como ‘’um plano rigoroso’’ marcado pelas incertezas devido à pandemia de Covid-19.

“O ano que finda e aquele que agora perspetivamos estão ainda marcados pelos efeitos severos da pandemia de Covid-19 mas ainda assim, é tempo de afirmar a esperança e promover o bem-estar coletivo’’, disse o autarca.

‘’Ainda são visíveis na economia, sobretudo na área social e no turismo, os condicionamentos recorrentes do contágio crescente da SARS-COV 2 e respetivas mutações, o que suscita a necessidade de políticas orçamentais de estímulo à economia e à proteção de emprego’’.

A nível social, Nuno Vaz destacou em reunião de Câmara e agora em Assembleia Municipal, que ‘’o investimento público municipal deve ser incrementado na economia local e regional. Queremos, à semelhança dos anos anteriores, continuar a apoiar as famílias mais vulneráveis’’.

A Habitação Social e Serviços Coletivos têm uma dotação global superior a 4 milhões, para trabalhos, por exemplo no Bairro Social de Casas dos Montes, no saneamento e abastecimento de água.

‘’O próximo ano será muito destinado à elaboração de múltiplos projetos necessários para que se possa traduzir nas respetivas empreitadas. Os relevantíssimos investimentos públicos em execução permitirão reforçar o desenvolvimento económico, turístico e cultural deste concelho bem como o seu papel central e mobilizador do Alto Tâmega”, disse o Presidente da Câmara Municipal de Chaves que destacou ainda, a importância de se investir na estratégia de atração de investimentos e dinamização do tecido empresarial local, centrado na requalificação da área empresarial e na formação qualificada de recursos humanos.

No plano orçamental para o próximo ano, o Município de Chaves tem intenção de dar início a uma obra suspensa, o acesso do hospital à A24, com dotação de 230 mil euros. Uma empreitada que “ainda não avançou porque a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) entendeu que era preciso fazer uma reavaliação do projeto”. Sendo assim “vamos fazer uma alteração ao projeto, aprovar e depois dar início a este lance de empreitada.”

Em intervenção integral a autarquia prevê requalificar a Rua General Luís Pimentel Pinto, entre a Rotunda do Estádio e o Complexo Desportivo. “Queremos ainda concluir o Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS), disse Nuno Vaz em Assembleia Municipal.


“Não temos nenhum sinal de preocupação, significa que estamos no Rumo Certo”

Nesta reunião o autarca destacou a situação económico-financeira do município, cuja dívida total é de 20 milhões de euros, uma redução “muito expressiva em relação há quatro anos”. Na dívida a terceiros há redução de 13%, o valor cifra-se nos 17 milhões de euros. De acordo com os dados divulgados, o Município tem uma capacidade de endividamento total de 26 milhões de euros.

“Todas as dívidas encontram-se registadas”
A autarquia de Chaves tem dois processos em Tribunal que “são os mais relevantes porque colocam em risco a situação financeira do Município”, “mas esperamos ser bem sucedidos”, disse o autarca.

“A diminuição dos processos é significativa. Temos vindo a resolver um conjunto de situações de contencioso. Neste momento, salvo o processo da construção do parque estacionamento, que inspira muitos cuidados, temos as duas últimas ações impostas pelas Águas do Norte relativamente aos consumos garantidos”.

Texto e Fotografia: Sara Esteves



 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso