CHAVES: Seminário ''Mercadoria Humana Norte'' reuniu especialistas na área do tráfico de seres humanos

2022-04-08 17:52:37

Foi para despertar consciências sob a temática do tráfico de seres humano que vários especialistas se reuniram esta quinta-feira, dia 07 de abril, no Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso.

Este seminário assinalou o fim do projeto Mercadoria Humana #Norte, que contou, desde julho de 2020, com várias ações de sensibilização sobre tráfico de seres humanos destinadas a profissionais estratégicos e a pessoas em situação de vulnerabilidade. Destaca-se uma exposição fotográfica e de artes plásticas intitulada Mercadoria Humana alusiva à temática, patente ao público na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves.
Numa iniciativa promovida pela Saúde em Português, uma Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), em parceria com o município flaviense, a sessão de abertura deste seminário contou com a presença do Presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz, que se associou à temática, manifestando a importância do projeto Mercadoria Humana#Norte ''para a afirmação dos Direitos Humanos na construção de uma sociedade que deve ser cada vez mais justa, inclusiva e sobretudo mais humana''. Referiu ainda que todas as problemáticas inerentes ao tema só podem ser ''verdadeiramente trabalhadas e discutidas com alguma dimensão de sucesso através do trabalho em rede'', nomeadamente por entidades públicas na área da governação, autarquias, instituições, ONG’s, comunidade educativa e IPSS’s, como agentes dessa rede.
De referir que o primeiro plano nacional contra o tráfico de seres humanos foi traçado em 2007. Este plano deu origem à alteração do Código Penal no mesmo ano para a tipologia criminal que hoje conhecemos, permitindo a consolidação e a intervenção nesta matéria partir da criação da primeira estrutura de acolhimento para potenciais vítimas de tráfico de seres humanos, situada na cidade do Porto, da Associação para o Planeamento da Família (APF), e a criação da primeira equipa multidisciplinar de intervenção, da responsabilidade da APF e do Observatório de Tráfico de Seres Humanos.

 


Subscrever newsletter



Login



Recuperar acesso